De repente, mãe.

Pra ser honesta, sempre fui do tipo que não queria filhos e focava nos estudos, na caridade  e na família.

Rá! Tuuuuudo mentira!

hauhauhauhauha Eu gostarra mesmo era da esbórnia e de boteco.

Beijo, Farias! (Entendedores, entenderão)

Estava eu, namorando o Rafaé há 6 meses e o que aconteceu? SIM! Engravidei da Elis.

16650342_1302763653095327_1847051614_n

PQP, MARI! E AÍ? Nossa mano, comoassimm?!

Pois é…Quase me caguei toda quando soube (desculpe a baixaria, mas foi isso).

O medo e a ansiedade eram inevitáveis, afinal de contas, não estava nos planos. Achei que meus pais iriam me matar, que o Rapha não iria querer ficar cmg, que  basicamente iria com a minha cria pra uma caixa de papelão pra debaixo de algum viaduto (sim, leonina dramática e histérica falando) huahuahuahuahuaha Oh, God!

Mas nada disso aconteceu. Tô viva, terminei a faculdade, casada, moro numa casa e tive outro filho! (Caraca, nem eu acredito as vezes…mãe de dois filhos).

Dois filhos…

Pois é! Quando Elis estava com 4 meses, engravidei de novo.

1972252_982492828455746_1610425734524380974_n

Masmarivocênãosecuidoumoliér???

Sim, eu me cuidei (tentei né?), estava usando um anticoncepcional mas…é aquele ditado: Vamo fazer o que?

16651751_1302738353097857_961769541_n

Confesso que a gravidez do Luca, foi mais traumática. Demorei um tempo maior para assimilar o que estava acontecendo, procurei um grupo de apoio para gestantes e só consegui contar para a família e amigos quando estava no sétimo mês.

Talvez só quem é mãe me entenda…talvez.

Lembro de sentir tanto mas tanto medo, que simplesmente não contei pra ninguém, pra não ter que fingir que estava feliz (Pesado né? Eu sei, mas é isso aí), que me importava com as palavras de conforto e principalmente, não estava preparada pra ouvir ” Mas já??”, “Corajosa hein?”, “Gostou hein?”, “Outroo?” e tantos outros comentários desnecessários que me dá até dor de estômago só de pensar.

Eu só queria ficar sozinha e pensar…pensar muito.

Sozinha não! O Rapha sempre esteve ao meu lado, seria hipocrisia da minha parte dizer que passei por tudo isso sozinha. Ele sempre me apoiou e nunca me abandonou.

Ele é um cara legal. Mas não pensem que vivo num conto de fadas, estamos falando de vida real! Então, esqueçam os príncipes em cavalos brancos, por favor.

dsc_0324

IMG_20150329_062526

(Desculpa, amor. Te amo.)

 

Onde eu estava? …Ah sim!

Tomei coragem aos 7 meses e contei!

Percebi que o medo era bobagem, pois a reação dos nossos pais foi ótima. Ficaram muito felizes e nos deram todo o apoio.

Claro, ficaram um pouco tristes por eu não ter contado antes, mas entenderam.

Hoje, não vou dizer que não sinto falta das noitadas e das festas alucinantes (Sinto hahaha ADORO FESTA! Me chamem pras festa tudo, aliás!).

Mas chega um momento da vida em que a gente não tem controle de mais nada. N-A-D-A!

Onde as coisas simplesmente acontecem e você precisa seguir o fluxo. Você QUER seguir o tal do fluxo…entendem o que quero dizer?

Meus filhos Luca e Elis são a razão da minha vida. Cliché, eu sei!  hahahah Mas é isso gente.

Eu sempre digo que amor de mãe, não deveria se chamar “amor”, deveria existir um termo específico pra esse sentimento. Pois é uma coisa tão forte mas TÃO forte que dói, que você mata e morre, que nossa…não dá pra explicar.

Não dá…rs

16699960_1302738323097860_448945625_n

Me dei conta de que o medo era natural, pois toda mudança causa medo. E que seguir o fluxo em que a vida estava me levando, foi a minha libertação.

Ainda tenho muito o que melhorar, mas me sinto uma mulher muito mais completa depois que me tornei mãe. Sinto que estou me tornando a melhor versão de mim mesma.

Não é fácil ser mãe. Nem um pouco fácil.

Mãe nunca tem folga. NUNCA!

Inclusive dos palpites, principalmente de gente que não te ajuda em nada e de gente que não tem filhos. É…

Palpite de quem te ajuda, vc escuta e usa se achar que deve. Afinal de contas, te amam e só querem ajudar. (Mas mesmo assim, enche o saco. Tô sabendo)

Mãe também perde amigos…perde amigos hahahhaah Pra mim, quem some depois que os filhos nascem, nunca foram amigos. Se sumiram, foi um favor que fizeram.

hahaha É isso! OBRIGADA! 🙂

Aproveitando a deixa, gostaria de dizer que:

Amo meus filhos, meu marido e sou feliz. Mas isso não quer dizer que a felicidade tenha uma regra sabem?

Nem toda mulher quer se casar ou ter filhos e tá tudo bem. Tudo bem MESMO.

Cada um tem uma forma de ser feliz. Cada um busca um caminho para encontrar a felicidade.

Felicidade: Qualidade ou estado de feliz; estado de uma consciência plenamente satisfeita, satisfação, bem estar.

E aí? O que te faz feliz?

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. FLÁVIO disse:

    Parabens, minha NORA, Tudo que voce escreveu é pura verdade, muitas pessoas podem te
    achar hipócrita, que voce só esta falando isso da boca pra fora, mas só quem te conhece e convive no dia a dia com voce, sabe que esta dizendo isso com sentimento e franqueza, o que muitos não teriam coragem de dizer, portanto mais uma vez meus parabens.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Fico TÃO feliz em saber que você lê e gosta do meu blog, Flávio. Você não tem ideia do quanto o seu apoio é importante. Muito obrigada por sempre nos apoiar e ajudar. ❤

      Curtir

      1. FLAVIO disse:

        Voces sabem que estaremos sempre juntos.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s