Mãe também é gente!

Desde que me tornei mãe, percebi que existe uma mística muito grande e fantasiosa sobre o assunto.

Percebi que as pessoas de modo quase geral, esperam que eu mude o meu jeito de ser pelo fato de ser mãe. Querem que eu seja o exemplo “perfeito” para os meus filhos.

O que seria um exemplo perfeito? Se alguém aí souber, por favor me fala que até agora não entendi. Até porque, cada um tem uma visão.

A “perfeição” é a perspectiva de mundo de cada um. E o que é bom pra você meu bem, pode não ser pra mim e vice-versa.

Como já disse em outro post, sou mãe de 2 crianças pequenas e sim, eu saio, sim, eu fervo e sim eu dou check-in no asfalto, sim. Sabe porque? Porque eu posso! EU DEVO!

ef4b03fb5d0a1a767e833283e005403e

A vida não deve parar quando os filhos nascem, muito pelo contrário! Eles chegam para complementar! E não para restringir.

Mães, SAIAM! Saiam de casa, bebam, fumem, dancem, malhem, comprem uma roupa nova, ou um sapato novo ou os dois E uma bolsa (ou duas hahaha) e conheçam pessoas novas!

Façam o que te dá prazer!

Sim, mães também têm o direito de sentir prazer, mesmo que te digam o contrário.

Tá solteira?? Aproveita, amica! Pega os boy tudo! VOCÊ PODE!

Antes de ser mãe, você é um indivíduo com vontades e necessidades. Supra-as!

Sejam elas quais forem.

“Mas Mari, você tá falando pra eu cair na vida loca e largar as cria?!”

Não meu bem, eu estou te implorando pra não SE largar.

Seus filhos são importantes? São. Mas você também é.

Conheço mães de muitos tipos, mas as que mais me identifico, são as que gostam de se dar prazer. Que não dispensam um drink gelado e um bom papo.

Ou também que se jogam na noite sem hora pra voltar de vez em quando.

Vamos desconstruir essa ideia de que mãe é um ser celeste. A gente é gente!

Mãe também perde a paciência, mãe também se cansa.

TODA MÃE SE CANSA.

2f0b7743639cfe48d5fdf0e62d47008b

Mãe sai, gosta de ser elogiada, de se sentir bonita, de ser tratada com respeito, de cerveja, vodka, whisky, gosta ou não de futebol,usa roupa curta se quiser, não batiza o filho se não quiser  e se quiser, batiza.

Mãe pode ser casada, solteira, do rolê, mãe gosta de sexo, assiste pornô se quiser, tem mãe que é pai (essa é pra vocês, mães solo! ❤ ), tem mãe casada e feliz, tem mãe casada e infelizmente não tão feliz, tem mãe que trabalha, tem mãe que não trabalha, tem mãe que é dona de casa, tem mãe que fica louca e joga a calça pela janela e para na estrada para procurar depois, tem mãe que sai com os amigos e deixa o marido com as crianças e vice-versa, tem mãe que sai com as amigas pra beber sem culpa,tem mãe que é hétero, mãe gay, tem mãe que cozinha e tem mãe que prefere restaurante.

Tem mãe, que não precisa de um pai.

14413610266802

Existem também as mães que são religiosas, as que não são, mães tradicionais, mães que acham isso uma bobagem, mães que deixam seus filhos livres, mães que são controladoras, mães tatuadas, não tatuadas, mães que vão pro karaokê se esbaldar no Raça Negra ou nas Evidências, mas como vocês podem imaginar, existem também as mães que não fazem nada disso, tem mãe que sai por aí com o pai de vez em quando, para lembrar como era bom ser adolescente, tem mãe que prefere ficar em casa mesmo, mãe gorda, magra, branca, preta, amarela, alta e baixa.

Tem mãe que estuda e mãe que não é formada. E tá tudo bem!

feminismo-ilustracoes-cecile-dormeau-2

Acho que deu pra entender onde eu quero chegar né?

Mãe é gente! Mães, transam.

Nem melhores, nem piores. Apenas vivemos a vida dentro de nossas perspectivas e convicções. E não cabe a você, julgar a realidade do outro.

Eu, Mariana. Sou mãe e não pretendo ser a Virgem Maria. Sou o que sou e meus filhos irão entender isso, pois eles também serão livres para serem o que quiserem.

Viver só vale a pena quando você vive a SUA realidade e não a do outro.

Mães não são perfeitas. Ninguém é perfeito.

Aceitem isso, julguem menos e vivam felizes.

51fb6ebda14ba8197384b4e9d99370a1

Mães, vocês são as melhores mães que podem ser. Acreditem!

Se cobrem menos.

ab6c4d1dcab11566c65c036d27faab40

Aliás, deixo aqui uma observação de uma experiência vivida hoje, escrevendo esse post:

Tive um certo trabalho para encontrar imagens que se relacionem com esse texto, pois as imagens relacionadas a nós mães, são sempre de santas, em casa, com o marido, numa família de propaganda de margarina ou com os filhos.

NUNCA como um indivíduo.

Mas claro, dei meus pulos. hahahah Digitei logo “feminismo” e me deliciei.

Mídia e sociedade, parem de nos estereotipar. Nós imploramos!

Não somos entidades, somos gente.

5d890d989e991d7c9f383613f17c447c

 

Beijos pra quem sabe o peso e a delícia de ser mãe. ❤

 

Ilustrações: Cécile Dormeau.

Texto: Mariana Bortoletto.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s